Regularização fundiária na perspectiva de gênero: o caso da Ponte do Maduro no Recife

Autores

Alexandre Zarias

Palavras-chave:

1. Regularização fundiária, 2. Posse da terra, 3. Movimentos sociais, 4. Mulheres – Condições sociais

Sinopse

A Ponte do Maduro é a história de mais de 40 anos de luta por terra e moradia em quatro bairros do Recife. Ela começou na Ilha de Joaneiro, espalhouse pela Ilha do Chié, Ilha de Santa Terezinha e Santo Amaro. Virou um projeto de legalização da posse da terra, lançado em 1981, mas que foi deixado de lado. Em 2010, tornou-se um projeto de regularização fundiária urbana para beneficiar cerca de 24 mil pessoas e que, até o momento, distribuiu não mais do que um mil títulos de posse.

A proposta deste livro é inédita, ela coloca, em primeiro plano, a experiência das mulheres em diferentes etapas da regularização fundiária da Ponte do Maduro, adotando como referência os estudos de gênero. O instrumental analítico utilizado para tanto objetiva compreender de que forma e em que medida as mulheres da Ponte do Maduro estabeleceram suas relações com outros atores envolvidos na execução da referida política pública. 

Regularização fundiária na perspectiva de gênero

Downloads

Publicado

2016

Categorias

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)

978-85-415-0850-6